Celular: quatro casos em que vale a pena contratar um seguro

Smartphones que foram adquiridos por um alto valor devem ser colocados no seguro
Share

Melhor se prevenir quando o investimento no celular é alto ou diante de histórico de acidentes

Rio – Andar atento enquanto se caminha na rua falando ao celular é necessário. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, de janeiro a junho deste ano 52,80% dos roubos registrados na capital paulista tiveram como alvo transeuntes, sendo que, do total das ocorrências do período, 47% envolveram o celular.

Para não se tornar uma vítima e ter que arcar com mais uma despesa, principalmente em tempos de crise, o seguro é uma opção cada vez mais popular. A corretora BemMais Seguro orienta quando vale a pena segurar o seu smartphone:

1. Preço do celular X renda média

Quanto mais representativo o valor do aparelho no orçamento, maior o benefício de fazer um seguro. Afinal, imagine ficar sem o celular dos sonhos, cuja prestação corresponde a 10% do seu salário. Hoje, na loja virtual da Apple, por exemplo, um iPhone 6 de 16 GB custa R$ 3.499. Segurá-lo contra quebra acidental, queda de líquido, roubo e furto qualificado vale cerca de R$ 53,99 por mês. Contratando a proteção, você pode evitar muitas dores de cabeça.

2. Famoso por histórico de acidentes?

Além dos roubos, as quebras acidentais e quedas de líquido são outros fatores que podem causar a perda definitiva do aparelho. Para os desastrados, que não conseguem evitar que o celular caia no chão, ter um seguro também não é má ideia. Assim, será mais tranquilo ir a churrascos com piscina, sem se preocupar com mergulhos surpresa.

3. Zona de perigo

Com o aumento da criminalidade, poucos lugares são seguros, por isso vale a pena checar o seu itinerário. Para um vendedor, por exemplo, que está na rua o tempo todo e precisa atender a muitas ligações, uma proteção extra é essencial. Somado a isso, não esqueça de considerar se você usa o transporte público com frequência, já que esse é outro fator que aumenta o risco de roubo, principalmente nas capitais.

4. Celular = Item indispensável?

Os amantes dos seus smartphones também devem considerar segurá-lo, principalmente se o seu celular é o objeto que você mais gosta e guarda toda sua vida social. Pesquisa feita pela Bem Mais Seguro, que entrevistou 362 pessoas, mostra que cerca de 41% dos usuários chegam até a chorar quando ficam sem o aparelho. Se essa situação te causa desespero, como já dizia o ditado: “melhor prevenir do que remediar”.

IG

Share