Corretor de Seguros: profissão responsabilidade

Share

Ao contratar um Seguro, o cliente transfere os riscos existentes em determinadas situações para as seguradoras através de um contrato. A responsabilidade por esta transferência, no entanto, está materializada no Corretor de Seguros, já que tem por dever garantir a entrega do produto adquirido, que é garantir a preservação dos bens do segurado. O caráter desta relação é, principalmente, civil e profissional, de acordo com o Consultor Empresarial e Diretor do CSP-MG, Maurício Tadeu.

“Como prestador de serviços, e segundo a defesa do consumidor, o Corretor tem a obrigação de prestar amplamente informações para o cliente buscando esclarecer direitos e deveres que um contrato de seguro exige de ambas as partes”, destaca Maurício. Por isto, existem comportamentos que são fundamentais para o exercício da profissão, como o agir com transparência e buscar a excelência dos serviços prestados. Como recompensa, o Corretor tem a satisfação de ter conquistado um cliente no longo prazo.

Marcos Cheganças, da Potência Seguros, pontua que a proteção ao cliente está sempre em primeiro lugar para o bom profissional. “Acredito que a maioria dos Corretores age com responsabilidade pensa primeiro na proteção do cliente e só depois na sua remuneração”, afirma. E, como o Corretor também deve se proteger, na opinião de Marcos, deve contratar também um Seguro de Responsabilidade Civil, “uma prova real de que temos consciência de nossa responsabilidade”.

CQCS

Share