Costa do Dendê: explore o belo destino da Bahia

Morro de São Paulo
Share

A região baiana está pontilhada de cidades históricas, praias paradisíacas e muita natureza em lugares como Morro de São Paulo e Ilha de Boipeba

A Bahia é um dos estados nordestinos mais requisitados para o turismo. Sua fama global de destino dos sonhos é evidenciada por diversos motivos: belezas naturais por toda parte, gastronomia de dar água na boca e um povo alegre e hospitaleiro. Ao sul de Salvador fica a chamada Costa do Dendê, uma das regiões baianas mais surpreendentes. Esse trecho litorâneo de 155 quilômetros reserva cidades, vilarejos e ilhas que, além da natureza preservada, são conhecidas pela rica cultura e excelente infraestrutura turística.

O nome da região foi dado graças às plantações do coqueiro-de-dendê, cujo óleo extraído é um dos ingredientes mais famosos da gastronomia baiana. A costa compreende oito municípios onde estão localizadas vilas, comunidades de povos tradicionais, localidades históricas e reservas naturais. O destino é perfeito para os viajantes que curtem praias, já que abriga algumas das faixas de areia mais belas do Brasil .

A porta de entrada da Costa do Dendê, para quem vem da capital, é Valença, cidade fundada no século 18. É de lá que saem barcos para destinos como a intocada Ilha de Boipeba e Morro de São Paulo. Aliás, Morro, é o local mais famoso da região, muito disputado durante o verão. Durante o dia, os turistas curtem as faixas de areia de água cristalina; à noite, a badalação do centrinho é imperdível.

Confira abaixo os melhores destinos da Costa do Dendê:

Morro de São Paulo – Situado no município de Cairu, dentro da Ilha de Tinharé, Morro de São Paulo é o destino mais procurado da Costa do Dendê. A fama não é à toa, já que sua beleza natural é fascinante e a infraestrutura turística é excelente. O centrinho de Morro foi recentemente restaurado e tem apenas duas ruas, onde ficam os principais restaurantes, pousadas e muita badalação durante a noite. Não deixe de fazer uma caminhada ao forte e ao farol, os dois monumentos mais importantes do local; ir à Primeira Praia, Segunda Praia, Terceira Praia, Quarta Praia e à Praia do Encanto; e fazer um passeio de barco.

Valença – A cidade é a porta de entrada da Costa do Dendê para quem vem de Salvador. Ela foi fundada no século 18 e tem um patrimônio arquitetônico e cultural de grande importância. Não deixe de observar o prédio da Câmara de Vereadores, e as igrejas Nossa Senhora do Amparo e Matriz do Sagrado Coração de Jesus. Quanto às praias, os turistas podem aproveitar 15 quilômetros de litoral, além de cachoeiras, ilhas e o Rio Una. Muitos viajantes visitam Valença e depois seguem para Morro de São Paulo e Ilha de Boipeba.

Ituberá – Apesar de não ser banhada pelo mar, como a maioria das cidades da Costa do Dendê, Ituberá reserva uma paisagem natural fascinante. Suas cachoeiras são a maior atração, com destaque para a Pancada Grande e Castro Alves. O destino fica no alto de uma colina e também conta com lugares históricos como a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, a Igreja de Santo André e a Vila Histórica de Itajaí.

Igrapiúna – Este destino é um paraíso natural. De um lado, cachoeiras e rios; do outro, belas praias e ilhas. Tudo isso cercado de Mata Atlântica, que deixa o cenário ainda mais belo. O litoral faz parte da Unidade de Conservação Pratagi, que preserva os diversos ecossistemas e a rica fauna e flora. Outra característica da cidade é a vivacidade da cultura tradicional, com quilombos em seus vilarejos. Não deixe de conhecer a Igreja de Nossa Senhora das Dores, erguida no século 18, além da Ilha das Flores, Ilha da Pedra Furada e a praia Pontal do Contrato.

Taperoá – A pequena cidade, separada da Ilha de Tinharé pelo Canal de Salgado, teve origem em 1561. Seu centro preserva um notável conjunto de prédios históricos preservados. Um exemplo é a Igreja de São Brás, erguida no século 17. As belezas naturais são impressionantes, como as cachoeiras de Mariana, Paripe e Araruna. Para curtir as praias, basta pegar um barco e cruzar o canal.

Maraú – A Península de Maraú é um verdadeiro santuário ecológico. São mais de 40 quilômetros de praias preservadas, pouco conhecidas. Na maré baixa são formadas piscinas naturais que revelam cardumes de peixes coloridos. Um dos destinos mais bonitos é praia de Taipu de Fora, caracterizada por um “muro” de corais que deixa embeleza ainda mais o mar azul-turquesa. Já Barra Grande é a maior mais procurada vila turística. Por conta disso, suas faixas de areia costumam ficar mais cheias. A infraestrutura de toda a península é excelente, com pousadas charmosas e restaurantes deliciosos.

Nilo Peçanha – A cidade, cortada pelo Rio das Alamas, foi fundada em 1565 como uma vila. Seus povoados são tradicionais é há vários vilarejos quilombolas na região, como os Boitaraca e Jatimane. Não deixe de visitar a cachoeira Oco e a praia de Barra dos Carvalhos. O local também é muito procurado para praticar esportes como rafting, canoage, entre outras modalidades.

Camamu – O local, uma antiga aldeia dos índios Macamamus, teve seus primeiros registros em 1560, quando os jesuítas construíram a capela Nossa Senhora da Assunção de Macamamu. Seu principal atrativo turístico é o passeio de barco para a Baía de Camamu, a terceira maior do Brasil. No lugar há ilhas intocadas, pequenos povoados e a exaltação da cultura de povos tradicionais.

© Creative Commons/Danielle Pereira/Flickr Costa do Dendê: explore o belo destino da Bahia

© Creative Commons/Danielle Pereira/Flickr Costa do Dendê: explore o belo destino da Bahia

Cairu – A cidade histórica de Cairu fica dentro da ilha fluvial de mesmo nome, banhada pelo Rio Una. A infraestrutura turística é excelente, com ótimas opções de hotéis, restaurantes e bares. Muitos viajantes visitam a localidade para pegar barcos com destino à cidade de Valença e Ilha de Boipeba. As belezas naturais representam os principais, ainda mais para quem gosta de mergulhar. O lugar também reserva um simpático centro histórico, com destaque para a Igreja de Santo Antônio, erguida em 1654; a Igreja Nossa Senhora da Luz; e as três bicas da Fonte Grande.

Ilha de Boipeba – O destino é ideal para quem buscar tranquilidade em meio a praias paradisíacas e pousadas charmosas, sem muitos turistas e badalação. A ilha, que tem como principal atrativo a natureza, é banhada pelo oceano de um lado, e do outro pelo Rio do Inferno. Seus vilarejos são Moreré, Velha Boipeba e São Sebastião, (também conhecido como Cova da Onça). Além das águas cristalinas e calmas, o local é cercado por Mata Atlântica, restinga, dunas, recifes e uma das maiores reservas de mangue do Brasil.

MSN

Share