Mais uma tentativa de legalizar a pirataria e a pouca vergonha

Share

Está na pauta da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA), projeto que autoriza associações de transportadores de pessoas ou cargas a criar fundo próprio, custeado pelos associados, para cobrir despesas por acidentes ou furto de veículos dos sócios.

O autor do projeto (PLS 356/2012), senador Paulo Paim (PT), afirma que o preço de seguros para veículos de carga é impeditivo para os caminhoneiros autônomos. Com a proposta, ele quer permitir às organizações da categoria formar fundo para ajuda mútua, de uso exclusivo para prevenção e reparação de danos ocasionados aos veículos. É mais uma tentativa do lobby do seguro pirata, tentando “oficializar” a barbaridade.

NÃO PASSARÁ!

O Sincor-RS manifesta publicamente seu desagrado à proposta do senador Paulo Paim (PT-RS). O nobre parlamentar, que tanto já contribuiu como um Senador atento e atuante, neste triste episódio demonstra desconhecer as mais básicas regras que regem os seguros no Brasil e embarca no conto das criminosas entidades piratas que se disfarçam de “associações benemerentes” para lesar o incauto consumidor.

As entidades responsáveis pelo mercado segurador brasileiro – Susep, FenSeg, Fenacor, CNSP – estão atentas para impedir que tamanha aberração seja aprovada no Senado. E se aprovada no senado, não passará na Câmara dos Deputados.

CQCS

Share