Os maiores hacks dos últimos 10 anos

Share

Em Julho desse ano, a revista Wired noticiou que mais que 30 milhões usuários do site Ashley Madison tiveram suas contas hackeadas e suas informações roubadas do site.

Fonte: Statista e divulgação na imprensa

Fonte: Statista e divulgação na imprensa

O site de namoros tem como foco facilitar casos para usuários casados e por isso a divulgação desses dados pode ter um grande impacto na vida daqueles que tanto buscavam um amor proibido.

Porém, embora o hack do Ashley Madison é bem relevante, ele ainda fica longe de ser um dos maiores que vimos nessa última decada. No gráfico da “Série Numérica” desse mês, vemos porque a segurança da informação tem se tornado um dos principais assuntos na pauta de qualquer executivo.

Aqui no Brasil, a informação de grandes hacks é mais escassa, por ter menos divulgação na mídia. Muitas empresas que são hackeadas tentam abafar o fato, temendo pelo grande impacto que sua reputação e credibilidade pode sofrer. Na realidade, quem mais sofre é o consumidor, pois sem uma alerta e informação de como se proteger após um hack, pode ter sua identidade roubada, cartão de crédito clonado, dentre outros danos. Por isso, a melhor cura é uma boa prevenção – manter e atualizar uma senha forte é um ótimo conheço de como utilizar a web de forma segura.

Esta coluna faz parte da série “Série Numérica”, na qual apresentamos gráficos e dados interessantes do mercado

Continue lento na Veja

Share