Morre John Nash, matemático retratado em ‘Uma Mente Brilhante’

Matemático John Nash
Share

O matemático John Nash, vencedor do Prêmio Nobel que teve a vida retratada no filme Uma Mente Brilhante, morreu neste sábado em um acidente de trânsito em Nova Jersey, Estados Unidos, ao lado de sua mulher Alicia. Nash tinha 86 anos e Alicia, 82.

Segundo a polícia rodoviária, eles viajavam num táxi. Ao fazer uma ultrapassagem, o motorista perdeu o controle da direção e veio a bater numa grade de proteção. Nash e Alicia foram jogados para fora do veículo – aparentemente eles não estavam usando cinto de segurança. O motorista do táxi sofreu ferimentos leves.

Professor de matemática Universidade de Princeton, Nash ganhou o Prêmio Nobel de Economia de 1994 por seu trabalho no campo da teorida dos jogos.

O campo estudado por Nash, que tenta abordar os conflitos humanos por meio da lógica matemática, foi criado no final da década de 1940 pelo húngaro naturalizado americano John Von Neumann. Também professor em Princeton, Von Neumann propôs que conceitos como bem e mal fossem deixados de lado no estudo dos conflitos de interesse. A premissa básica de seu pensamento é de que a cada decisão, os “jogadores” tentarão maximizar o ganho individual. John Nash propôs um teorema, conhecido como Teorema do Equilíbio de Nash, que descreve uma situação em que nenhum jogadores pode melhorar seu ganho alterando, de forma unilateral, sua estratégia. Na cena abaixo de Uma Mente Brilhante, em inglês, parte do raciocínio de John Nash é decodificado.

Nash sofria de esquizofrenia e tornou-se um porta-voz dos pacientes dessa doença quando seu filho, John, foi diagnosticado com o mesmo mal.

Uma Mente Brilhante, produção de 2001, ganhou o Oscar de melhor filme, direção, roteiro adaptado e melhor atriz coadjuvante (para Jennifer Conelly, que interpretou Alicia). Em sua conta no Twitter, o ator Russell Crowe, que viveu John Nash nas telas, escreveu: “Chocado… meu coração está com a família de John & Alicia. Uma incrível parceria. Mentes brilhantes, corações brilhantes.”

Veja

Share